Querido John - Nicholas Sparks | Resenha

Por - 16:11:00


Querido John

Nicholas Sparks
Editora Arqueiro

Após uma juventude de rebeldia e bebedeira, John Tyree decidiu dar início a um novo capítulo em sua vida e se alistou no Exército. Um ano depois, agora um novo homem, ele retorna a Wilmington, na Carolina do Norte, para passar um tempo com o velho pai. Uma tarde, enquanto admira o pôr do sol da pequena cidade litorânea, ele conhece a garota de seus sonhos. Além de ser linda, Savannah é amigável, de sorriso fácil, um exemplo de boa conduta e altruísmo. Curiosamente, esse contraste de personalidades não impede que um sentimento arrebatador nasça entre os dois. No entanto, John precisa voltar para a Alemanha a fim de concluir o serviço militar. Em nome do amor, Savannah decide esperar por ele, enquanto o jovem soldado promete que, após esse período, vai ficar para sempre ao lado da mulher que conquistou seu coração. O que nenhum dos dois poderia esperar eram os eventos do 11 de Setembro. Enquanto John entra em combate no Iraque, Savannah precisa reunir forças para superar a dor da distância. Nesse cenário de saudade e incertezas, uma simples carta pode mudar a vida dos dois para sempre.


Cansado de álcool, relacionamentos sem sentido e falta de orientação, John se junta ao Exército. Ele está de licença por algumas semanas em sua cidade natal, Wilmington, quando conhece Savannah em uma praia. Savannah, uma estudante universitária, está liderando um grupo de estudantes. Ela e seu grupo alugaram uma casa de praia para usar durante a estadia, Jonh também conhece um amigo de Savannah, Tim, onde também vem da mesma cidade natal que Savannah, onde frequentaram a mesma igreja. 

John e Savannah são de origens diferentes: Savannah cresceu em um lar cristão com dois pais dedicados, enquanto John foi criado por um pai quieto e meticuloso com uma paixão por colecionar moedas. 
No entanto, eles sentem uma conexão instantânea e passam a gastar cada momento livre juntos. No final da licença de John, os dois se apaixonaram e prometeram se casar quando ele for liberado. Enquanto isso, eles vão escrevendo um para o outro durante um bom tempo.



O romance acompanha os altos e baixos do relacionamento de longa distância, incluindo momentos alegres e discussões durante as curtas viagens de John. Quando o tempo de John no exército está quase completo, o 11 de setembro abala a nação, e ele decide que é seu dever patriótico se alistar novamente. Savannah entende, mas não esconde sua decepção. O tempo e a distância começam a cobrar seu preço, e Savannah envia uma carta a John dizendo que está apaixonada por outra pessoa e em sua carta de despedida, Savannah lamenta que ela e John tenham perdido o elo mágico que tinham.



"Querido John,
Estou escrevendo esta carta na mesa da cozinha, e eu estou sofrendo porque não sei como dizer o que estou prestes a dizer. Parte de mim gostaria que você estivesse aqui agora para que eu pudesse fazer isso em pessoa, mas nós dois sabemos que é impossível. Então aqui estou, escolhendo as palavras, com lágrimas no rosto e com esperanças de que você, de alguma maneira, me perdoe pelo que vou escrever.
[...] Nós mudamos, e no fundo do seu coração, acho que você também percebeu isso.Talvez tenhamos passado tempo demais separados, talvez fôssemos de mundos diferentes. Eu não sei. Toda vez que brigamos, eu me odiava por isso. De algum mudo, mesmo amando um ao outro, perdemos a ligação mágica que nos manteve juntos.[...]
[...] Sei que parece uma desculpa, mas, por favor, acredite em mim quando digo que não queria me apaixonar por outra pessoa.[...]
[...] E não me importa o que o futuro traga, você sempre será, e sei que minha vida é melhor por causa disso.
Sinto muito,
Savannah."

John tenta lidar com suas emoções enterrando-se em sua carreira militar, e ele passa suas folgas com o pai doente. Quando Savannah conheceu o pai de John anos antes, ela sugeriu que ele poderia ter a síndrome de Asperger, um distúrbio parecido com o autismo. Quando John começa a entender o distúrbio, ele aprende a se relacionar com seu pai e passa a apreciar profundamente o homem que o criou. Quando a saúde de seu pai finalmente falha, John descobre que seu pai deixou uma coleção de moedas que valem uma pequena fortuna, assim John carrega um níquel de búfalo, uma moeda, que pertenceu ao pai dele e diz que é um tipo de talismã que o protegerá para o resto de sua vida.



Lamentando a morte de seu pai, John visita à cidade natal de Savannah. Ele a encontra na fazenda que ela e seu marido possuem, e ele descobre que ela se casou com seu amigo Tim, com quem ela estava construindo casas no verão em que conheceu John. Tim sempre foi gentil e respeitoso com John, embora John soubesse que Tim amava Savannah também. Savannah parece infeliz com a vida, e John descobre que é porque Tim está no hospital lutando contra o câncer. 

Ela acredita que um tratamento experimental caro pode ajudá-lo, mas eles não podem pagar. Ela descobre emocionalmente e fisicamente para John no meio de sua dor. Embora seja doloroso, ele recusa seus avanços e deixa a cidade. Ele vende a coleção de moedas de seu pai e anonimamente financia o tratamento que Tim precisa. Mais tarde, ele retorna em segredo para a fazenda de Savannah. O tratamento funcionou, e ela e Tim estão alegremente retomando suas vidas.

Este foi o primeiro que li do Tio Nicholas, então pensa em uma pessoa apaixonada por esse livro!
Apesar de seus livros terem a fama de sempre acabar em morte ou finais trágicos, esse foi o único livro que gostei do final, acredito que a Savannah não merecia o John, apesar dele ter escolhido ir para o exército de novo, tenho certeza que o amor venceria mais um distância, mas infelizmente não foi assim, nem no livro e muito menos no filme. E por falar em filme, há poucas mudanças no enredo, nada que prejudique muito a história original do livro, na minha opinião, então pode assistir e ler sem medo.


Outras postagens que você talvez goste

0 comentários

No Instagram @mylivropreferido