15/11/2013

Resenha | Esc@ndalo - Therese Fowler



Título original: Exposure
Autor: Fowler, Therese
Editora: Novo Conceito

Amelia Wilkes tem um pai rigoroso que não permite que ela namore, mas isso não a impede de viver um romance secreto com o cativante Anthony Winter. Desesperadamente apaixonados, os dois sonham uma vida juntos e planejam contar tudo sobre seu amor aos pais de Amelia... Mas só depois que ela completar dezoito anos — e for legalmente reconhecida como adulta. No entanto, a paixão do casal é exposta mais cedo do que o previsto... Eles são jovens, andam grudados aos seus celulares e postam todo tipo de informação — inclusive aquelas informações mais particulares, que só deveriam dizer respeito a eles mesmos — até que o pai de Amelia encontra fotos de Anthony, nu, no computador de sua filha. Poucas horas depois, Anthony é preso. Apesar dos protestos de Amelia, seu pai usa de todo o poder e influência entre os policiais, e entre os meios de comunicação, para transformar Anthony em um pervertido que caçava sua inocente filha. De mãos atadas, cabe aos dois apaixonados arriscar uma última saída, ousada e perigosa, e apagar a acusação de sexting que Anthony recebeu.


Em “escândalo” Amelia tem 17 anos, uma garota que sonha em ser cantora. Mas que ainda não teve coragem de assumir aos pais as suas escolhas. Pertence a uma família de posses, bem comportada, focada nos estudos e sem namorado.

Anthony já tem 18 anos, cresceu sem pai mas teve sempre o avô materno como referência. Um jovem inteligente com um gosto pelo teatro e leitura. Tem uma relação muito aberta com a sua mãe. Pertence a uma classe diferente de Amélia. Quando se conheceram o seu mundo parou, ambos sabiam e sentiram que tinham encontrado a sua alma gêmea.



Foi amor à primeira vista, um sentimento que com o passar do tempo se torna ainda mais forte. Resolvem manter a sua relação em segredo devido ao pai de Amélia, até esta fazer 18 anos. Fazem vários planos, como querem concorrer à mesma universidade, viverem juntos e depois trabalharem na Broadway e principalmente viverem o seu amor sem segredos.

As únicas pessoas que sabem do namoro são, Kim a melhor amiga de Amelia e a mãe de Anthony.
Mas tudo se altera no dia que Amélia se esquece do seu PC em casa. Nesse dia o pai chega mais cedo a casa, e não respeitando a privacidade da sua filha entra no PC e descobre fotos de Anthony nu. Ao ver as fotos Harlan perde a cabeça, chama a polícia para o denunciar, apesar dos esforços de Amélia lhe dizer que não se trata de fotos enviadas por acaso, mas que foi ela quem as pediu. Mas este não a quer ouvir porque está determinado a que Anthony pague, que o bom nome da filha e da sua família permaneça.

Aqui desenrola-se um conjunto de tomadas de decisões, algumas sem pensar e outras meditadas em que o casal vê-se separado, cada um para seu lado sofrendo sem ter o que fazer. Amélia é fechada em casa, Anthony é preso, suspenso da escola e nas redes sociais ganha fama de predador. Mas graças a Kim o casal vai conseguir comunicar e até se encontrar.
Mas quando pensam que pior não podia acontecer Amélia também é acusada e presa, tudo porque o procurador quer fazer exemplo do caso deles assim como ganhar notoriedade.

Desesperados e a tentar viver a sua vida, eles acabam fujindo, vão para NY para casa de uma amiga. Fogem da situação mas não da responsabilidade, sabem que vão ter de voltar para audiência marcada. Mas quando tudo está complicado a situação ainda se agrava mais, isto porque o pai de Amélia alega que a sua filha foi raptada. Mas mesmo sobre grande pressão conseguem viver um para o outro. Vivem tempos felizes, onde tudo se acalma. Quando decidem mudar de sítio Amélia sente-se mal, Anthony toma uma decisão acertada e leva-a para o hospital.



Quando se vê encurralado faz o mais acertado, liga para a mãe diz o que se passa, pede para que esta avise os pais de Amélia. Para que possam ajudá-la.
.
Como disse no início “escândalo” é um romance memorável. Um análogo de Romeu e Julieta, trata-se de um romance sobre amores proibidos onde no final o amor vence.

Este livro é uma chamada de atenção a muitos fatos, mas para mim é sem dúvida a principal é a chamada de atenção às relações interpessoais, familiares. Therese Fowler alerta para o fato de não se conseguir controlar as novas tecnologias, da forma com os jovens a usam mas por outro lado fala na relação existente entre pais e filhos. O quão importante é ter uma relação aberta, mas acima de tudo dos pais conhecerem os seus filhos e entenderem que eles crescem e têm vontade própria. Que por vezes uma conversa pode simplesmente alterar a nossa visão das coisas, que temos de ser humildes e temos de compreender que os jovens muitas vezes considerados imaturos, irresponsáveis não o são. Há sempre exceções à regra.



Fala também uma sociedade moralista que quer dar sempre o exemplo, mas mais uma vez esquece-se que tem de ouvir todos os lados e acima de tudo tem de entender e acompanhar a situação.

A autora no final do livro diz que as personagens são fictícias mas os sentimentos são verdadeiros, e isso consegue-se sentir na leitura. São sentimentos fortes que mesmo que não soubéssemos que ela tinha passado por uma situação idêntica conseguimos identificar que não era indiferente, porque lê-se mais do que uma descrição de sentimentos.

Vivemos numa era cheia de novidades tecnológicas, e que nem sempre é fácil controlar o uso dessas tecnologias. Por vezes a ingenuidade da própria da idade ou do próprio desconhecimento tomam decisões, fazem atos que lhes podem trazer problemas. Situações que podem ter grandes consequências perante a nossa sociedade moralista. Que gosta de evidenciar usando os casos mais midiáticos para dar o exemplo, e que por vezes se esquecem de perceber o porquê da mesma e dar acompanhamento.

O enredo é elaborado, muito bem formulado, adorei a associação que fez com clássico “Romeu e Julieta”. Durante a leitura consegue-se perceber o trabalho desenvolvido assim como os seus sentimentos em torno do assunto.

As personagens são deliciosas, o casal principal é descrito de uma forma tão romântica que acabam por nos deixar apaixonados, e acreditar que o amor persiste e consegue vencer barreiras.
Um livro encantador e emocionante, recomendo mil vezes.





Comentários
0 Comentários

0 comentários:

Postar um comentário

Copyright © 2016 Meu Livro Preferido
| Distributed By Gooyaabi Templates